Image Hosted by ImageShack.us

           


          Neste 1 mês de blog nada me impediu de ser brutal: senão, quem o faria? Quem ofereceria as vísceras pessoais e as manejaria com um toco de árvore sujo e traria para perto dos olhos dos leitores?Bem, eu fiz e não fui pago. Em verdade digo tenho só compartilhado uma fração da minha mente caleidoscópica, mas perdi um pouco do entusiasmo. Não há o que e comemorar, portanto. Eu não dou a prerrogativa do “não gostei”. Não dou para ninguém a alternativa de não-idolatria dos meus escritos. Ou sou unanimidade, ou não Sou. Trato cada comentário elogioso com um ‘eu já sabia”. Abordo os críticos acéfalos com um “não poderia me importar menos”. Se menti, provei com envergadura e iludi com sucesso. Se sou um cara solitário e inoculo em vocês o que “chamam” de none-sense, considerem-me uma besta ou um deus. Sexo, gordos, psicopatias, dinheiro, preguiça, números imaginários, avaliações, ética, televisão, música, depravação, ralé, e mais um horda de assuntos devidamente fardados e concluídos, prontos para qualquer batalha.Para cada assunto, alguns leitores destruíram a significação e a razão de ser do Histérico Histórico, encurralam-no num lugar inculto e imundo de suas leituras infantis. E quem, a não ser eu, conhece o caminho para tirá-los desse beco? Tarefa bastante grande essa unir novamente os idiotas e realfabetizá-los. Torna-se maior quando faço de graça. Sei também que posso, ainda agora, estar perdendo 30 dos 47 leitores diários em média que tive nesse 1 mês. Mas, ei, é isso mesmo que almejo. Higienizar, secar a matéria apodrecida de gente que não se faz capaz de fazer uma leitura amadurecida.

O legal é que tudo isso está em profunda incoerência com a expressão Humor – sobre o que teoricamente deveria ser esse blog. Os que realmente acreditaram que isso que faço é humorístico são os impotentes, os oprimidos, os esmagados pelo peso de seus sentimentos hostis e venenosos, entre os quais o humor aparece sobretudo sob forma de entorpecente, de trégua, de paz, de "sábado", de relax para o espírito e o corpo, em resumo sob forma apática. A minha maior mentira foi ter feito rir quando quis fazer choramingar. E essa é a grande piada. Parabéns para você, leitor, a anedota do meu dia.



Humoristicamente, Luiz Oak.




Agradecimentos – esses sinceros e só – para amigos e amigas que me incentivaram, não me denunciaram por perjúrio ou difamação e contribuíram com a feitura desse blog. Karina Libaneusa pelas horas e horas do mais puro café-com-Hitler que tenho no meu dia e assessora de templates(beijos, querida), Fernando Vives – por ter sido o primeiro a dizer “cara, monte um blog”. Agradecimento para Fernandinho Aparecido, por ser meigo e dengoso, a Luara por seus comentários zoológicos, Iza pela divulgação que tem feito. E aquele beijo para minha mãe toda sua carga genética enriquecida.




Posted by Luiz Oak at 17h01
] [ send this post... ]



Até o Diabo citaria a Bíblia para justificar uma ação. Quanto ao sexo, sobretudo quando vem de célebres mentecaptos, o Diabo se deliciaria com a dupla e prazerosa observação de alguns aforismos.

 

“Me abster de sexo? Então para que vai me servir este corpo tão perfeito?” (Arnold Schwarzenegger, chamado por anos e anos de The Austrian Oak – O Carvalho Austríaco hahahaha! Haveríamos, eu e Arnoldinho, de ter a mesma confecção genética? Hummm não creio. Eu sou alfabetizado.)

 

“Conheci toda espécie de homem, de um guerrilheiro latino-americano a um xeque saudita”. (Candice Bergen, a tal Murpphy Brown, lembram-se? Daquela série de 88 a 98 em que uma jornalista se pavoneava exalando comentários sofisticados sobre valores familiares. Alcoólatra e mãe solteira. Deve ter parido algo como um Abu-Jeffrey-Kayumi-Bongo-Mika-Santos. Sincretismo sexual entupindo seu ovário com genes dos 5 continentes.)

 

“Freud encontrou o sexo no alpendre, e deixou-o na sala de visitas, um hóspede honrado”. (W. Bearn Wolfe, provando que sobre sexo ou se teoriza ou se pratica. Não, Jung não vale.)

 

“Pelo jeito que a coisa vai, em breve o terceiro sexo estará em segundo”. (Stanislaw
Ponte Preta, apavorado e com razão. Num país onde o homossexualismo antigamente era enfrentado como moléstia, depois passou a ser tolerado e hoje em dia é benquisto, o melhor que temos a fazer é mudar para a Bolívia antes que isso vire obrigatório.)

 

“Minha sogra destruiu meu casamento. Minha mulher voltou para casa mais cedo e me pegou na cama com ela”. (Lenny Bruce, comediante com 14 páginas de ficha no FBI. Provando que trocar a mulher pela sogra é só uma questão de explorar a árvore genealógica. Ou se preferirem, a árvore ginecológica)

 

“A vagina é o principal órgão sexual feminino. Seu ponto mais sensível é o clitóris, que fica na entrada, como um guichê. Daí a insistência da sua parceira para que você passe primeiro por ele antes de entrar”. (Luis Fernando Veríssimo, baixo, untuoso e deformado. Pai de 3 filhos e falando de clitóris com um senso de domínio que nos abisma. Conceba agora, leitora, um cunilíngua com isso:

)

 

“Minha reação aos filmes pornô é esta: depois dos 10 primeiros minutos, quero ir para casa e trepar; depois de 20 minutos, não quero mais trepar o resto da minha vida”.(Erica Jong, escritora feminista. Senta seu traseiro anômalo para escrever como as mulheres devem ser francas em arrazoar suas urgências na cama. As mal-comidas a lêem, os homens não a comem.)

 


Se você ainda não está confuso, não está prestando atenção suficiente.



Posted by Luiz Oak at 23h36
] [ send this post... ]


 

“Pacientes obesos apresentam limitações de movimento, tendem a ser contaminados com fungos e outras infecções de pele em suas dobras de gordura”.Ou seja, caríssimos, a cura da AIDS deve estar socada debaixo de alguma axila feculenta de qualquer bola de banha, sob a forma de microorganismos. Raspem axilas dos seus amigos gordos e enviem para a UNICAMP.

 

Agora, se você é enorme ou está “ampliando sua envergadura horizontal” e me lê agora, queria dizer algumas palavrinhasde aconchego, amabilidade e dengo: hipertensão arterial, distúrbios lipídicos, hipercolesterolemia, doença cérebro-vascular, diabetes, Mellitus tipo II, aumento da insulina, câncer de estômago, osteoartrite, disstúrbios menstruais,infertilidade(hahaha! Chupa, gordo! Mas chupe direito porquê é o mais longe que você conseguirá chegar), coledocolitíase, apnéia do sono. Dito isso, prossigamos com o esse manifesto de repúdio a essas almôndegas bípedes.

 

Fazer dieta é como arpoar peixes dentro de um barril. Fácil. É só ingerir menos comida do que essa sua bunda macambúzia pode queimar no processo metabólico. Coma, além disso, e tenha uma congestão pirotécnica com direito a despejos múltiplos de líquidos e secreções apodrecidas por “N” orifícios de vosso corpo. Se alegar que a comida está uma delícia, com um molho divino e tempero suculento e, portanto, não conseguiu resistir ao ataque, você é um estúpido. O que tempera o alimento com especiarias requintadas é a sua fome de retirante nordestino.

 

O caráter circunstancial, inutilmente particular, de cada gordo ou gorda me faz pensar que estão sendo pagos para entreter. Alegorias adiposas, palhaços GG, macacos de realejo super desenvolvidos, quem tem amigo rechonchudo não tem amigo, tem atração circense gratuita. E o pagamento para as asneiras que gordo faz pode ser até em lavagem dada aos porcos; eles não ligam sequer para a textura ou a validade do produto. Engolem bestialmente.qualquer massa orgânica sólida que não exalem uma fragrância de cadáver.

 

Fiquem agora com um arquétipo de gordo loser: Tim Maia, certa vez foi perguntado sobre como andava sua dieta. “Comecei uma dieta, cortei comida pesada e em 14 dias perdi duas semanas”. Rest in Peace, Cachalote da MPB, morto. Todos os cogumelos são comestíveis. Alguns só uma vez. Olhem para as bochechas coradas de um gordo. Olhem como ele emana vivacidade, bom humor, olhem “quanto riso, OH, quanta alegria”. Parecem saudáveis estas criaturas? Sim, mas só não foram suficientemente examinados.

 

O Homem é o único animal que pode permanecer, em termos amigáveis, ao lado das vitimas que pretende engolir, antes de engoli-las. Pobres BigMac’s incautos...  Mas então digo : Que comam até regurgitarem!! Até infectarem as vísceras!!! Acumularem tecido morto baldio e imóvel no abdômen*. A morte de um gordo não é tragédia a ser lagrimada, é mera estatística. Aliás, indigestão é uma criação de Deus para impor uma certa moralidade ao estômago.

Esse texto emagrece, cole-o nas portas de vossos “ninhos calóricos refrigerados”.

 

Ahhh, mas gordinhas são tão graciosas...

 

*abdômen: vernáculo anglicano que denota “Homens Abdômen”, Abdô Men.



Posted by Luiz Oak at 16h48
] [ send this post... ]


“Neurastenia é doença de gente rica. Pobre neurastênico é malcriado” – Itararé Baron. Eu queria ser neurastênico, aliás, queria ter um monte de doenças psicossomáticas, ser portador de disfunções comportamentais categoricamente intoleráveis aos que me cercam. Quiçá meu plano de estigma social ganhasse aliados – caretas dão câimbra, afinal. Hoje falarei sobre algumas delas. Não, não das caretas.

 

Transtorno Obsessivo Compulsivo, o tal do TOC.

Sério, ser um maníaco por rituais ou compulsões, repetições, evitações, dos pensamentos, ter um corolário enorme de dúvidas, preuocupações ardentes, pensamentos de conteúdo impróprio, eu já sou, então passemos pro próximo. Ah, só uma ressalva, eu sofro de palpitações pélvicas. Minha cintura treme copiosamente sob qualquer estímulo de excitação. Exemplo: estou na fila de um banco, o sujeito da frente cansa de esperar e sai da fila. Concluo: ai que bom!! Um a menos. Bom, estarei suficientemente feliz para causar um TOC (rá rá) nas nádegas do próximo da fila. Essa semana ganhei um número de telefone de uma aposentada promíscua. A lamentar.

 

Atos Reflexos Incondicionados e Atos Reflexos Condicionados. (a célebre ARIARC – sigla que eu acabei de cunhar, anotem)

É fácil, são todos aqueles atos inatos (ai eu fiz um trocadilho científico, alguém me dá um abraço?) presentes desde o nascimento, mais ou menos invariáveis e que fazem parte das características da espécie, no caso a minha, que é diferente da humana. Eles se realizam, basicamente, pelas secções do Sistema Nervoso Central situadas por baixo do córtex. Bom, a enrolação toda é pra dizer que queria ter mantido até hoje o reflexo da sucção que recém nascido tem. Na rua, bateu fome? Mulheres, cruzem os braços na altura dos seios e corram, muito.

 

Licantropia (O que todo escoteiro um dia já teve. *entendeu? Não? Picas.)

É, essa alteração de consciência eu definitivamente queria ter. Licantropia, para os 98% dos beócios como você, que me lê agora, que não sabem o que significa: Licantropia é delírio de possessão por animais, dos quais os mais célebres são as possessões por lobos. Ah!!!! Seria tão bacana mijar levantando a perna, destroçar carne como quem abre um pacote com 4 bilhões de dólares dentro, lamber feridas expostas dos amigos, dar voltinhas sobre o próprio eixo antes de deitar (cachorros fazem isso pois é uma reminiscência de “antepassados” que precisavam separar o mato e assim forjar um “berço”) e, sobretudo, latir e rosnar. Poxa, você consegue imaginar algo que demonstre mais descontentamento do que uma rosnada? Ser um lupino também seria interessante pelo tipo de coito que eles praticam, mas deixemos isso de lado, de ladinho, de quatro... ui.

 

Convicção de inexistência

Hahahaha! Sensacional! Essa é a versão psicopatológica do incrível Homem-Invisível! *vinheta*. Bom, a coisa toda é muito simples. Nenhuma palermice que você venha a fazer poderá ser julgada / penitenciada pelo simples fato de que VOCÊ NÃO EXISTE. Não tem matéria, não tem princípios morais, ética, não tem valores, idiossincrasias e (o melhor de tudo) não tem mãos! Reconheça o mundo de forma táctil, portanto, pra dar a ele um sentido e a você mesmo. Se alguma pequena reclamar de uma mão sua espalmada na bunda dela, elegantemente diga: “Estou apenas interagindo com os feitios desse plano existencial para ver se eu passo a existir ou não. Com licença, ainda não terminei com você. ” E prossiga.

 

Genialidade Prematura.

Sabe, essa é descartável. Ser gênio desde pivete é burrice. Beethoven com 5 anos compôs sua primeira sinfonia. Eu com 5 anos estava sendo treinado para ir ao banheiro sozinho.

 

Mas também há os que dizem que já sou o bastante estúpido, mentecapto, caapomonga e excêntrico assim, desse jeitinho me apresento. Ah! Quer saber o que tenho a dizer pra essa gente?! Concordo.



Posted by Luiz Oak at 09h14
] [ send this post... ]


[ see older posts ]


 

ah!analise ISSO!


Image Hosted by ImageShack.us Histérico, estranho, 23 anos, 2 parafusos no joelho, + de 80 quilos, mais de 180 centímetros de altura, mais de 2 dígitos no Q.I., . São Paulo, Brooklin.
MSN: luizoak@hotmail.com
| Não tem a menor idéia do que está fazendo nesse Blog.Vil e inzoneiro; melancolicamente seboso; desde os 9 anos adepto do sexo frugal no Largo Paissandu, onde adquiriu o vício pela gerontrofilia; tocador de harpa e mister na discussão Chiclete com Banana vs. Asa de Águia; tradutor das obras de Adriane Galisteu e Narcisa Tamborim Dengue para o latim gaélico; votou no Marronzinho em 89; possui um coraçãozinho vermelho tatuado no bíceps esquerdo com a inscrição "Mamãe"; quando pequeno, nas discussões com os amiguinhos de condomínio, preferia o Jaspion ao Satangoss e insistia ser um dos escolhidos pelo Pássaro Dourado; pífio na pelota basca, pior ainda no revezamento 4 X 100 roupa; ideólogo da doutrina cicciolínica de comensalismo e mentor do plano de salvamento das vítimas em Nova Orleans.!
Vai encarar? !


(Depoimento de um vives) | *sigh* |

Qualquer reprodução sem autorização explícita estará sujeita a penalidades segundo o Código de Direitos Autorais n. 9610, de 19/02/98. (Ai, droga. Isso vale pra mim tb... Ok, esqueçam.


[ No OrkuT ]

** EU **.
Já se foi o disco voador:

- 12/03/2006 a 18/03/2006
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 04/12/2005 a 10/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 06/11/2005 a 12/11/2005
- 30/10/2005 a 05/11/2005
- 23/10/2005 a 29/10/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 09/10/2005 a 15/10/2005
- 02/10/2005 a 08/10/2005
- 25/09/2005 a 01/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 11/09/2005 a 17/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005